domingo, 16 de agosto de 2015

ROBOCOP (COMICS)

RoboCop é um filme americano de 1987, de ação e ficção científica, realizado por Paul Verhoeven e escrito por Edward Neumeier e Michael Miner.
O filme conta com a participação de Peter Weller, Nancy Allen, Dan O'Herlihy, Kurtwood Smith, Miguel Ferrer e Ronny Cox. A ação decorre num futuro próximo na cidade de Detroit, Michigan, profundamente corroída pelo crime. RoboCop centra-se na história de um policial, Alex Murphy (Weller), que é brutalmente assassinado por um grupo de criminosos, e subsequentemente é revivido pela Omni Consumer Products (OCP), como um ciborgue força da lei conhecido como "RoboCop".
RoboCop inclui temas sobre os media, corrupção, autoritarismo, ganância, privatização, capitalismo, identidade, distopia, gentrificação e natureza humana. Foi muito bem recebido pela critica e foi considerado como um dos melhores filmes de 1987, resultando numa franquia que inclui vários produtos, duas sequelas, uma série de televisão, duas séries de animação, uma mini-série televisiva, videojogos e vários adaptações para banda desenhada. Foi produzido com um orçamento modesto de $13 milhões, conseguindo gerar um lucro de mais de $53 milhões.

Enredo

Alguns anos no futuro, Detroit no estado de Michigan é quase uma distopia à beira do colapso devido à ruína financeira e à criminalidade descontrolada. Para escapar ao colapso, o presidente da câmara da cidade assinou um acordo com a megacorporação Omni Consumer Products (OCP), dando-lhes o controle das forças policiais arruinadas, em troca de permitir à OCP demolir as secções degradadas de Detroit e construir uma cidade utópica, a "Delta City", uma cidade-estado independente gerida pela corporação.
Este movimento irrita os policias, agora sob ordens da OCP, que ameaçam fazer uma greve, mas a OCP começa a avaliar outras opções para a aplicação da lei. O número 2 da OCP, Dick Jones (Ronny Cox), oferece o andróide ED-209. Mas o robô, por uma simples má interpretação, mata um membro do conselho durante a demonstração. O presidente da OCP, "O Velho" (Dan O'Herlihy), decide então que o projecto experimental de nome "RoboCop" seja o escolhido, como sugerido pelo jovem Bob Morton (Miguel Ferrer), enfurecendo Jones.
No entanto, é necessário um policial recém-falecido para o protótipo RoboCop. Com isso em mente, a OCP atribui tarefas aos policias para as zonas mais violentas da cidade, à espera que algum morresse no cumprimento do dever. Um desses oficiais é Alex J. Murphy (Peter Weller), que é parceiro de Anne Lewis (Nancy Allen). Na sua primeira patrulha juntos, ambos perseguem um grupo liderado pelo cruel Clarence Boddicker (Kurtwood Smith), que acabara de assaltar um banco, seguindo-os para uma fábrica de siderurgia abandonada. Quando Murphy e Lewis são separados, Murphy é torturado e morto por Boddicker e seu grupo.
Murphy é rapidamente declarado morto e seus restos mortais são escolhidos para o programa RoboCop. A RoboCop são dadas três directivas principais: 1ª, servir o interesse público; 2ª, proteger os inocentes; e 3ª, cumprir a lei. No entanto, foi colocada uma 4ª diretriz na programação de RoboCop, sem o conhecimento dos cientistas. RoboCop sozinho é eficiente e vai limpando Detroit do crime, e Morton é elogiado pelo seu sucesso, atraindo mais a ira de Jones. Boddicker, sob as ordens de Jones, eventualmente assassina Morton. Enquanto isso, Lewis descobre que RoboCop exibe maneirismos curiosos que o próprio Murphy tinha, e percebe que RoboCop é de fato Murphy. O próprio RoboCop, após reencontrar em uma patrulha um dos membros do grupo de Boddicker, experimenta acontecimentos passados ​​da vida de Murphy. Num determinado momento, regressa à sua antiga casa, conseguindo relembrar a mulher e o filho há muito afastados, acreditando que Murphy estava morto.
Após "sonhar" com o assassinato de Murphy, RoboCop se determina a caçar os culpados, conseguindo perseguir Boddicker até uma fábrica de cocaína. RoboCop ameaça matar Boddicker, mas este revela sua afiliação com Jones, e lembra a RoboCop que ele é um policia, provocando a Directiva 3. RoboCop descobre que não pode matar Boddicker e em vez disso prende-o. RoboCop, então, vai ter com Jones à sede da OCP para tentar prendê-lo, mas Jones revela a quarta directiva, introduzida por ele na produção de RoboCop, programação que impede o policia-robô de tomar qualquer ação contra um executivo da OCP. Jones passa a explicar que o seu maior objetivo é assumir o controlo da OCP, e admite ter sido ele a encomendar o assassinato de Morton. Jones então envia o seu ED-209 pessoal contra RoboCop, que é superado por uma máquina maior e mais fortemente armada. Lewis, que tinha seguido RoboCop, é capaz de ajudá-lo a escapar e leva-lo para a mesma fábrica de siderurgia para o reparar e recuperar. Lá, Lewis descobre que muita da personalidade de Murphy ainda existe dentro de RoboCop.
Enquanto isso, a polícia finalmente entra em greve. Como consequência, o crime começa a alastrar-se. Através de um dispositivo de rastreamento fornecido por Jones e solto da prisão por influência deste, Boddicker reúne o seu grupo para localizar RoboCop e atirar nele com uso de armas militares de alta potência também arranjadas por Jones. Eles convergem para a fábrica, mas RoboCop e Lewis são capazes de afastar o ataque e matar o grupo, embora Lewis seja gravemente ferida na perna. RoboCop garante que ajuda médica está a caminho, e volta para OCP, eliminando facilmente o ED-209 que guarda o prédio da corporação com uma das potentes armas militares que o grupo de Boddick acabara de usar.
Quando RoboCop chega à sala de direção, Jones está oferecendo o ED-209 para substituir o Departamento de Polícia de Detroit, que ainda está em greve. Utilizando imagens que gravou de Jones confessando o assassinato encomendado de Morton, RoboCop mostra ao conselho a duplicidade de Jones. Explica também que está programado para não agir contra um oficial da OCP, mas consegue embaraçar os demais da sala contra Jones, que de repente agarra O Velho e ameaça matá-lo se não lhe derem um helicóptero. O Velho imediatamente anuncia a demissão de Jones, permitindo assim brecha para RoboCop matá-lo. O Velho agradece a RoboCop pela sua ajuda e pede o seu nome; RoboCop, sorrindo, responde "Murphy".

RoboCop (quadrinhos)

RoboCop é uma série de revistas em quadrinhos publicadas pela Dynamite Entertainment, mas que já passaram pela MarvelDark Horse e Avatar Press. Em 2013, em virtude do lançamento do reboot dirigido pelo brasileiro José Padilha, a BOOM! Studios conseguiu a licença para publicar histórias.

No Brasil

A Estréia de quadrinhos de RoboCop no Brasil se deu na revista Aventua & Ficção #8 da Editora Abril em Junho de 1991.
RoboCop 

Publicação informações
EditorasDark Horse Comics
GêneroFicção


Personagem
NomeAlex J. Murphy (morto apenas com funções mentais ativas)
StatusOficial de polícia meio homem-meio máquina
Cenário Futuro
CriadoresDirigido por Paul Verhoeven e escrito por Edward Neumeier



































Nenhum comentário:

Postar um comentário