quinta-feira, 9 de abril de 2015

NINHADA (X-MEN)

Nome original: Brood


Licenciador: Marvel Comics

País de origem: Estados Unidos da América

Criado por: Chris Claremont, Dave Cockrum 

O planeta de origem desta espécie é desconhecido, sendo encontrados pela primeira vez pelos Shi’ar, há muitos anos atrás quando começaram a infestar muitos mundos na fronteira do império. Passaram a ser uma das espécies mais temidas e odiadas pelos Shi’ar. Foi também neste período de contato com os Shi’ar que a ninhada encontrou os Acanti. Está é uma espécie semelhante a baleias e capazes de sobreviver aos rigores do espaço sideral, passando a infestá-las como parasitas e usando-as como naves para colonizar novos planetas

Eles já infectaram personagens como a vilã Rapina e o herói Motoqueiro Fantasma, este último estava com os X-Men no momento em que lutaram. Eles entraram mais uma vez na Terra, mas dessa vez foi Miss Marvel que avistou e tentou impedir sua invasão.

A raça possui um exoesqueleto semelhante aos insetos, além de uma estrutura óssea semelhante a de mamíferos. A função do exoesqueleto não é o de sustentação, mas de proteção, tornando-os muito mais resistente a injúrias ambientais e a agressões. A ninhada possui garras, mandíbulas e ferrões duplos na cauda, usados para o ataque a outros seres. Os ferrões podem conter parasitas ou veneno que são aplicados em seus adversários. Seus crânios são triangulares e achatados, com grandes pares de olhos. Apresentam manchas na testa que formam desenhos específicos característicos de cada clã de onde surgiu e que os identificam como indivíduos únicos dentro de seu grupo. A espécie têm três pares de membros, sendo o par dianteiro tentáculos longos e capazes de manipular objetos. Possuem também um par de asas que os permite voar quando necessário.

A reprodução desta espécie é assexuada ocorrendo com a implantação de um ovo no interior de uma outra espécie hospedeira. Quando o ovo se tornar um embrião, rapidamente irá alterar a personalidade do hospedeiro tornando-o suscetível ao controle da rainha. Tendo o embrião completado seu desenvolvimento total, o hospedeiro é transformado em um membro com as mesmas características da espécie.

Sua civilização está baseada no conceito semelhante ao dos insetos terrestres, tais como as formigas, onde a rainha possui o controle absoluto sobre os demais membros de sua colônia. Todos os demais membros desta sociedade são considerados zangões e vivem para servir e se necessário morrer pela rainha. Este controle absoluto de uma rainha para com sua colônia também as impede de cooperação com outras rainhas, sendo que após o nascimento de uma nova rainha, está é expulsa da colônia para formar sua própria prole.

A espécie apresenta quatro tipos de indivíduos:

- Os zangões – apresentam a cor marrom e de tamanho um pouco menor que o de um humano. Possuem desenhos especifico de cada grupo que o originou.

- Os Primogênitos – são membros descendentes diretamente da rainha, um número quase insignificante da parcela de zangões, mas são maiores e mais fortes, possuindo uma couraça externa muito mais resistente. Estes apresentam cor verde e tamanho de um ser humano.

- As rainhas – são semelhantes aos zangões, mas tem um tamano muito maior que o de um ser humano. Controlam todos os zangões descendentes de sua linhagem através de um contato telepático natural da espécie.

- A Imperatriz – Existe somente uma imperatriz por vez, sendo grande como uma rainha e de coloração verde como um Primogênito. Ela possui controle telepático com as rainhas.

Primeira aparição: Uncanny X-Men No. 155 (Março de 1982)










Nenhum comentário:

Postar um comentário